• Facebook
  • Twitter
  • Google+

Afinal, massagem é bom, mesmo?

05 de fevereiro de 2014

Antes de obter essa resposta, faça a você mesmo uma pergunta: quem nunca massageou, por conta própria, uma área machucada do corpo?

Afinal,-massagem-é-bom,-mesmoO ato de tocar o próprio corpo e friccioná-lo é, até mesmo, instintivo. Diante de uma batida, é sempre essa a nossa primeira reação.

Isso sem falar no enorme relaxamento que podemos obter quando algumas áreas corporais são tocadas com pressão ou delicadeza.

Existem vários tipos de massagem e várias técnicas. Tudo depende do objetivo que você pretende atingir, se é estético, relaxante ou terapêutico.

Com relação à pele, essa é a primeira grande beneficiada, pois toda massagem sempre traz um grande benefício a ela, por melhorar a hidratação, a circulação e também por aumentar a elasticidade da mesma, auxiliando na retirada das células mortas.

No que tange a circulação, a massagem beneficia principalmente as artérias, veias superficiais e capilares linfáticos. A fricção ritmada das mãos, aumenta a nutrição dos tecidos e produz efeito nos componentes do sangue, auxiliando até mesmo o aumento das hemácias pela ênfase na circulação do local massageado.

O sistema nervoso obtém um efeito sedativo com as massagens e as dores vão cessando, principalmente quando as sessões são continuadas. Esse efeito decorre da atuação do sistema nervoso central sobre os nervos sensitivos e motores.

O tecido adiposo, que é constituído das fibras elásticas e das células conjuntivas, tem como benefício, a reparação de seus males provocados pela insuficiência circulatória. A massagem nesse tecido que se encontra logo abaixo da pele, facilita a mobilização dos líquidos do corpo e podem até aumentar a diurese e melhorar o funcionamento dos intestinos.

A circulação linfática se beneficia muito da chamada drenagem, pois o movimento do sistema linfático depende de forças externas ao corpo, tais como a gravidade, os movimentos de contração dos músculos, os movimentos passivos e a massagem. Com a movimentação técnica e ritmada das mãos pelos pontos específicos da linfa, as possíveis obstruções dos vasos são liberadas, tornando a drenagem natural dos líquidos possível com os efeitos normais da gravidade.

O metabolismo corporal recebe um incremento com qualquer tipo de massagem aplicada, pois esta sempre contribui com o aumento da circulação sanguínea no ponto onde as mãos trabalham.

Quanto aos músculos, a massagem visa melhorar o seu estado de nutrição, flexibilidade e vitalidade, tanto para o preparo dos esportes quanto para a melhor recuperação de um trauma ou de uma doença. Com mais oxigenação sanguínea, decorrente do movimento das mãos, o músculo terá sempre maiores e melhores respostas para todo trabalho que executar: desde os simples movimentos do dia a dia até a formação de contorno, nas academias.

Comentários