• Facebook
  • Twitter
  • Google+

Espondilose Lombar

06 de dezembro de 2016

1205-gisele-blasioli-fisioteradica-espondilose-lombar-siteMais conhecida como desgaste da coluna, a espondilose é muito frequente. Geralmente se inicia por volta dos 25 anos de idade e está presentes na maioria de nós na meia-idade. Esta é uma das principais razões pelas quais os atletas estão no pico de seu desempenho por volta dos 20 anos de idade.

A coluna lombar carrega o peso de todo o corpo, assim como também o peso de qualquer coisa que você esteja carregando, além de ser responsável por torcer e curvar o corpo. É por isso que as alterações causadas pelo desgaste são mais comuns na região lombar.

 

O desgaste pode estar presente sem dor também

A espondilose lombar afeta os discos intervertebrais, as articulações fascetárias, a cartilagem que reveste a articulação, limita os movimentos, pode comprimir os nervos e os ligamentos, enrijecendo a coluna e causando dor.

A dor sentida pela espondilose lombar pode ser maior de um lado que de outro, pode piorar com o exercício físico intenso, quando o indivíduo se curva e melhora quando faz repouso. Algumas pessoas tendem a enrijecer quando permanecem em uma única posição, por exemplo, ao acordar ou quando sentado por longos períodos. Contudo, isto não é tão devastador quanto parece! O fato de você sofrer estas alterações causadas pelo desgaste não significa que você está destinado a ter dor nas costas. O desgaste pode estar presente sem dor também.

Como evitar os sintomas da Espondilose?

1205-gisele-blasioli-fisioteradica-espondilose-lombar-site-01O importante é tentar proteger a sua coluna lombar para evitar o desgaste precoce e avançado, tentando eliminar as dores e manter uma boa mobilidade vertebral.

A mobilidade vertebral deve ser estimulada, pois alivia as dores e a rigidez causada pelo desgaste.

Os exercícios são benéficos para as costas, mas movimentos repentinos e forçados devem ser evitados.

A boa postura é importante para prevenir dores nas costas.

A fisioterapia pode ajudar a prevenir as dores e a rigidez causadas pela espondilose, utilizando recursos como o calor profundo, terapias manuais e exercícios para recuperar os movimentos, a força e a flexibilidade.

O Pilates no tratamento da Espondilose.

O Pilates tem seu destaque devido ao fortalecimento de uma musculatura que é essencial para a proteção da coluna, composta por músculos estabilizadores. São eles: o transverso do abdômen e o Multifídeo lombar.

É fundamental que a escolha dos exercícios seja criteriosa para cada paciente. Para isso, o profissional que vai receber o paciente com dor no estúdio de Pilates deve ter conhecimento para determinar quais exercícios são mais indicados a partir de uma avaliação, evitando o risco de novas lesões ou a piora do quadro de dor.

Um programa de reabilitação da coluna vertebral deve ser iniciado com o protocolo que inclui exercícios de estabilização vertebral, mobilização articular, alongamentos e fortalecimentos específicos para melhorar os sintomas, melhorar a condição articular e evitar a inflamação local.

Para saber sobre terapia da coluna, clique aqui

 

A Clínica de Fisioterapia Gisele Blasioli atua na prevenção e tratamento de disfunções musculoesqueléticas que afetam os ossos, músculos, tendões, ligamentos e articulações. Utiliza os recursos terapêuticos para aumentar a capacidade de movimentação, estimular a circulação e diminuir as dores. Reabilita com exercícios terapêuticos que devolvem a mobilidade corporal, fortalecendo os musculos melhorando a estabilidade articular.

A fisioterapia atua nas mais diferentes áreas com procedimentos, técnicas, metodologias e abordagens específicas que têm o objetivo de avaliar, tratar, minimizar problemas, prevenir e curar as mais variadas disfunções. Além disto, a complexidade da profissão reside na necessidade do entendimento global do ser humano.

Estas são as Dicas de Fisioterapia – Fisioteradicas! Não se esqueça de Curtir nossa página no Facebook para não perder nenhuma Fisioteradica!

Gisele Blasioli

Crefito 32610 (saiba mais)

Comentários