• Facebook
  • Twitter
  • Google+

Torceu o pé? Cuidado…

23 de julho de 2014

Você está todo alegre caminhando pela calçada quando, de repente, ops! Não viu o buraco e torceu o pé!

Torceu-o-péIsso pode acontecer com qualquer um e na realidade é muito frequente. O problema é o que fazer depois.

Essa é uma lesão que muitos pensam que é banal, mas se não for tratada corretamente, pode provocar instabilidade nesta articulação do pé e aumentar o desgaste da cartilagem.

O entorse de tornozelo é uma lesão mais comum do que você pensa, principalmente no âmbito desportivo. Um estudo publicado na revista Foot & Ankle revelou que a torção de tornozelo representa um percentual de 15% das lesões desportivas. Pode acontecer durante a queda, após um salto, numa corrida em superfície irregular, durante uma aula de ginástica e em várias situações do dia a dia como um simples tropeção.

Mas o que fazer quando isso acontecer? A primeira medida a ser tomada é parar a atividade física na hora, elevar o pé e colocar gelo para resfriar a região e evitar o inchaço. Se o incômodo persistir, é necessário procurar um médico para diagnosticar o nível da lesão e orientar o tratamento, pois em alguns casos há grande ruptura de ligamentos do tornozelo, podendo até fraturar os ossos da perna. O tratamento desse problema , na maioria das vezes é conservador, não necessitando de cirurgia.

Depois de diagnosticado o grau da lesão e orientada a conduta terapêutica, após um período de repouso, você deverá iniciar sessões de fisioterapia para ajudar na reparação dos tecidos lesionados, melhorar a dor, reduzir a inflamação, recuperar os movimentos do pé e tornozelo e posteriormente iniciar um programa de fortalecimento para deixar seu tornozelo mais estável, reduzindo o risco de um novo entrose.

 

Comentários